Logo do Memorial da Justiça Eleitoral Gaúcha

Em dezembro de 2004 o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul deu início a um processo de organização e preservação da memória eleitoral. Naquele ano foi criada a Comissão Gestora do Centro de Memória da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul, composta por servidores de diversas unidades da Instituição, com a atribuição de pesquisar e registrar a evolução do processo eleitoral gaúcho e brasileiro.

Em poucos anos de atividades o então Centro de Memória do TRE-RS produziu exposições, publicações e ações educativas.

Passados nove anos, em 5 de dezembro de 2013, a Resolução n. 243 criou o Memorial da Justiça Eleitoral Gaúcha. A partir daí o trabalho de organização e preservação da memória eleitoral deixa de ser atribuição de uma Comissão e passa a ter um caráter Institucional. Suas atribuições e regulamentação estão dispostas na Instrução Normativa TRE-RS P n. 34/2014, destacando-se os trabalhos de constituição do acervo documental e bibliográfico, a recuperação e divulgação da memória sócio-histórica da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul e do Brasil, a organização e promoção de eventos de ordem cultural, pedagógica e educacional: seminários, conferências e exposições, entre outras atividades.

Nesta página procurou-se disponibilizar informações, documentos, registros de eventos e publicações. É apenas uma parte de um longo processo que, aliás, todos os servidores, magistrados e cidadãos estão convidados a participar.

Qualquer sugestão ou documento que possa nos ajudar a contar a história do TRE-RS e da Justiça Eleitoral pode ser encaminhado ao Memorial pelo e-mail .

          Nominata de todos os ex-presidentes do TRE-RS, desde a sua reinstalação em 1945.
          Nominata de todos os integrantes do Pleno do TRE-RS, efetivos e substitutos, desde a sua reinstalação em 1945.