e-Título

e-título

O e-Título é um aplicativo móvel desenvolvido pela Justiça Eleitoral para a obtenção da via digital do título de eleitor. Além disso, permite que o eleitor acesse de maneira rápida e fácil as informações cadastradas na Justiça Eleitoral

Após instalar, o eleitor insere o número do título eleitoral, seu  nome, a data de nascimento e o nome dos pais (quem não souber o seu título, poderá usar seu CPF).

Vejamos abaixo a principais funcionalidade do sistema:

Identificar eleitor na seção eleitoral: No dia da eleição, se o e-Título apresentar a foto do eleitor, será suficiente para a sua identificação na seção eleitoral. Para garantir a segurança e a saúde de todos, o eleitor vai mostrar o seu aparelho móvel, a distância, esticando o braço em direção ao mesário, que fará a sua identificação.

O eleitor que ainda não fez o cadastro biométrico na Justiça Eleitoral (e-Título sem foto) deverá apresentar um documento oficial com foto para votar.

Consultar local de votação: Com o aplicativo instalado, o eleitor facilmente poderá localizar seu local, bastando clicar no botão "Onde votar". Além disso, é possível consultar "Local de votação de terceiros".

Justificar ausência às urnas: O eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral (seu município) no dia da eleição poderá utilizar o e-Título para justificar sua ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Essa funcionalidade estará disponível, no dia das eleições, das 7h às 17h. O eleitor que não justificar no dia da eleição, poderá utilizar o aplicativo para o envio de sua justificativa, no prazo de até 60 dias após o pleito, anexando documento que comprove a necessidade de sua ausência. Nesse caso, o requerimento será analisado pela autoridade judicial.

Consultar débitos: Se necessário, poderá ser emitida guia de pagamentos de débitos com a Justiça Eleitoral relativos à ausência às urnas e aos trabalhos eleitorais.

Emitir certidão: Emite certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais.

Receber notificações: O usuário receberá, diretamente da Justiça Eleitoral, notificações sobre assuntos relacionados às eleições e sobre novas funcionalidades à medida que as melhorias forem surgindo.

Para mais informações, resolver problemas ou tirar dúvidas, consulte o Manual de Apoio e assista ao Vídeo Explicativo.

ATENÇÃO! Eleitor que ainda não fez o cadastro biométrico junto aos locais de atendimento da Justiça Eleitoral, fica impossibilitado de apresentar apenas o e-Título para o voto. Nesse caso, é obrigado a apresentar um documento de identificação oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.


Ainda com dúvidas?


A nova versão do aplicativo e-Título permite aos eleitores justificar de forma on-line a ausência às urnas.

Uma inovação que auxilia eleitores que estão fora de seu domicílio eleitoral ou impedidos de votar.

Pelo aplicativo a justificativa pode ser encaminhada no dia ou após as Eleições 2020 (em até 60 dias).

Para utilização da opção de envio da justificativa no dia da eleição, via aplicativo e-Titulo, o eleitor deve tomar a cautela de ativar o dispositivo GPS do aparelho celular ou tablet.

O e-Título é uma alternativa ao título de eleitor impresso, tem validade para efeitos de identificação do eleitor no momento da votação e traz dados do eleitor, como o seu local de votação.

O aplicativo e-Título é gratuito e pode ser baixado nas plataformas iOS ou Android, (disponível para o Android 6.0 em diante e IOS).

 

Ainda com dúvidas?

O e-Título foi concebido como um documento de uso individual destinado, inclusive, a garantir o acesso do eleitor, com título regular, com biometria coletada e foto no dispositivo, à sua seção eleitoral, razão pela qual não é possível a utilização simultânea de dois ou mais documentos em um mesmo aparelho.

O aplicativo e-Título é gratuito e pode ser baixado nas plataformas iOS ou Android, (disponível para o Android 6.0 em diante e IOS).

Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais.

Ao fazer o download do aplicativo, o eleitor deverá preencher os campos:

. Nome do eleitor;

. Data de nascimento;

. Número de inscrição (título de eleitor) ou CPF;

. Nome da mãe; e

. Nome do pai.

Após o preenchimento, o eleitor deve criar uma senha com 6 dígitos numéricos.

É importante ficar atento ao preenchimento correto dos dados, já que eles precisam estar exatamente iguais aos que constam no Cadastro Eleitoral.

No caso de alguma informação em discordância com aquela lançada no Cadastro, o sistema não validará e não liberará o e-Título. Ao ser acessado pela primeira vez e validado com as informações convergentes, o documento será gravado localmente e ficará disponível ao eleitor.

Para mais informações, resolver problemas ou tirar dúvidas, consulte o Manual de Apoio e assista ao Vídeo Explicativo.

 

Ainda com dúvidas?