Último “Caminhos da Democracia” de 2023 ocorreu no TJ-RS

O evento provocou reflexões sobre a necessidade de preservação e proteção da integridade dos processos eleitorais e da democracia em nosso país

TRE-RS: último "Caminhos da Democracia" de 2023 no TJ-RS

A última edição do projeto “Caminhos da Democracia”, promovido pela Ejers (Escola Judiciária Eleitoral Ministro Paulo Brossard de Souza Pinto), ocorreu no auditório multiuso do TJ-RS (Tribunal de Justiça do RS).

A atividade resultou da parceria entre a Ejers, o CJUD (Centro de Formação e Desenvolvimento de Pessoas do Poder Judiciário do RS), da Ejud4 (Escola Judicial do Tribunal do Trabalho da 4ª Região e da Escola Superior da Magistratura do RS.

A abertura coube ao desembargador Ney Wiedemann Neto, diretor do CJUD, que recepcionou todas as pessoas presentes e ressaltou a importância e atualidade dos temas abordados.

A presidente do TRE-RS (Tribunal Regional Eleitoral do RS), desembargadora Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak, prestigiou o evento e disse que o “Caminhos da Democracia” é parte do esforço do TRE em promover a informação. “Nosso propósito nesse ano entre eleições é fazer amplos debates e procurar as comunidades para prestar informação. Levar a informação, a consciência política, a importância da democracia”, falou a magistrada.

Além disso, assuntos como o assédio eleitoral e as suas criminologias, foi um dos temas principais da cerimônia, pois a Justiça Eleitoral detalha a importância do exercício do voto popular, sem quaisquer medidas de violência e de ameaças.

Enfrentamento à Desinformação

Kelly Mattos, da Rádio Gaúcha e Mauren Xavier, do Jornal Correio do Povo, conduziram o último painel (Combate à desinformação), juntamente, com o promotor de justiça do Ministério Público do RS, Rodrigo López Zilio, que destacou a importância da liberdade de expressão e da pluralidade de informações como elementos fundamentais da democracia.

Mauren Xavier defendeu que esses foros devem ser permanentes, defendendo a oportunidade do debate. “A gente tem que discutir eleições todos os dias, porque os desafios são muito grandes". Ela demonstrou preocupação com o crescimento do mau uso da inteligência artificial, e como as matérias midiáticas podem ser totalmente manipulados. A mediação foi realizada pela diretora-geral do Tribunal, Ana Gabriela Veiga.

Também participaram do evento o presidente do TRT4, desembargador Francisco Rossal de Araújo, a desembargadora eleitoral Patricia da Silveira Oliveira, o desembargador Fabiano Holz Deserra, do TRT4, procurador regional eleitoral, Claudio Dutra Fontella, o procurador do MPT4 (Ministério Público do Trabalho da 4ª Região, Rafael Foresti Pegoda, a juíza de direito, Patrícia Laydner, (diretora da Escola da Associação dos Juízes do RS), o juiz de direito Rafael Pagnon Cunha, a procuradora-chefe em exercício da Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região, Martha Diverio Kruse, o delegado da Polícia Federal, Bernardo Abrahão, o procurador-geral de Justiça do Estado do RS, Alexandre Saltz e outras autoridades, servidoras e servidores e demais convidadas e convidados.


Redação e imagem: Luiza Menezes (Estagiária de Jornalismo), com informações do TJ-RS
Revisão: Roberto Carlos Raymundo
Coordenação: Cleber Moreira



Siga-nos no Twitter, Instagram eTikTok

Curta nossa página oficial no Facebook

Inscreva-se em nosso canal no YouTube

icone mapa

Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul
Edifício Sede - Joaquim Francisco de Assis Brasil
Rua Sete de Setembro, 730 - Centro Histórico- Porto Alegre/RS
CEP: 90010-190 - CNPJ: 05.885.797/0001-75
Fone: +55 (51) 3294-9000

Atendimento ao eleitor - Fone: 148 (todo o Estado)

Icone Protocolo Administrativo

Cartórios Eleitorais e Postos de Atendimento - Clique para Localizar.

Acesso rápido