Hino da Justiça Eleitoral Gaúcha

TRE-RS Grupo Vocal De Vez em Canto interpretando o Hino da Justiça Eleitoral Gaúcha
Grupo Vocal De Vez em Canto interpretando o Hino da JE Gaúcha

Ouça o Hino

O TRE-RS lançou, em 06.04.2018, o Hino da Justiça Eleitoral Gaúcha. O trabalho de produção da obra teve a participação dos servidores Leandro Bertolo, responsável pela composição da letra e música; Rodrigo Gomes, com a pesquisa histórica; e Jefferson Cardoso da Silva, que trabalhou na arte gráfica do CD de lançamento. O arranjo musical é de Luís Henrique New.

Segundo Bertolo, o projeto surgiu a partir de um convite feito pelo presidente do TRE-RS, desembargador Carlos Cini Marchionatti, em agosto de 2017. Na ocasião, ele enfatizou a relevância social, política e histórica de um hino para a Justiça Eleitoral. 

Criação do hino 

Com a ajuda de Gomes, o compositor conta que estabeleceu uma ordem cronológica para dar vida a música.

A história começa a ser narrada a partir dos primeiros 300 anos do país, quando ele ainda era colônia portuguesa, passa pelo Brasil Imperial e pela proclamação da República, até chegar ao processo eleitoral contemporâneo. A criação da urna eletrônica e do sistema biométrico de identificação também são destaques na narrativa. 

Ao final, o hino retrata a figura do eleitor como representação do que se espera de um processo eleitoral digno. O autor também narra o ato heroico do juiz Moysés Vianna, que perdeu a vida defendendo uma seção eleitoral de iminente fraude, em Santiago do Boqueirão, entre os anos de 1935 e 1936.

Voz do povo missão natural 

Esta são as últimas palavras entoadas e que dão título ao Hino da Justiça Eleitoral Gaúcha. "A sonoridade das palavras conduziu as linhas melódicas após a criação das duas primeiras estrofes, e a música foi tomando forma - como normalmente acontece - parecendo ter vida própria", complementa Bertolo. 

Arranjo musical 

O arranjo, feito pelo diretor musical Luis Henrique New, passou por um processo de elaboração que durou de três a quatro meses. New comenta que é a primeira vez que realiza um trabalho com hino oficial e que o maior desafio foi se habituar a um conceito diferente do rotineiro, sendo necessário "um grande aprofundamento em referência cultural e gênero musical".

Para ele, o hino serve como uma digital e um emblema da instituição. "Trata-se de uma representação sonora e artística da organização. Com o hino, acontecimentos importantes são celebrados", finaliza.

HINO DA JUSTIÇA ELEITORAL

Título: Voz do Povo Missão Natural

Letra e Música: Leandro Bertolo

Quando inimagináveis teus louros
Em ordenanças do reino colonial
Janeirinhas revelavam teus pelouros
Nos primórdios de um tempo ancestral

Privilégio social, maculagem
Advindos do Plano Imperial
Homens novos e os nobres de linhagem
Perpetravam teu rumo cabal

Miram teus ideais novas frentes
Votar não quer mais censitar
Eleições livres e includentes
É o clamor da vontade popular

Democrático anseio bravio

Próprias leis em teu próprio exemplar
Joaquim Francisco de Assis Brasil
É destaque em teu codificar

Novos tempos registram teus dias
Novas formas cadastram nação
Mais que um sonho a tecnologia
Biometria, mecanização

Desaguando os desejos de todos
O eleitor é representação
Garantia, verdade, justiça
E um Viana Moisés guardião!

VOZ DO POVO, MISSÃO NATURAL
JUSTIÇA ELEITORAL.