A importância do voto da pessoa idosa é tema de debate no TRE-RS

A iniciativa pioneira no Brasil proporcionou discussão sobre a importância do cidadão idoso no processo eleitoral

TRE-RS: voto idoso

Na tarde desta segunda-feira, o TRE-RS em parceria com a Associação Brasileira do Cidadão Sênior e o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, por meio da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, promoveram o evento “A importância do Voto da Pessoa Idosa”. Essa iniciativa, pioneira no Brasil, buscou por meio de apresentação de painéis, provocar uma discussão a respeito do papel das pessoas idosas no processo eleitoral, tendo em vista o aumento do número de pessoas nessa faixa etária.

Na abertura, a presidente do TRE-RS, desembargadora Marilene Bonzanini, saudou todos os presentes e explicou que a realização do evento busca apresentar um trabalho que se preocupe com o resgate, a confiança e a credibilidade na participação das pessoas mais maduras no processo democrático. Apresentou dados que mostram o aumento da expectativa no Brasil. Manifestou necessidade de que os idosos se mantenham ativos na sociedade para serem efetivamente representados. Salientou que o eleitor idoso deve comparecer às urnas para reivindicar que seus direitos sejam atendidos.

Em seguida, o chefe de seção de Programas Institucionais do Tribunal, Alexandre Basílio, apresentou a palestra “Cidadania a Qualquer Tempo”, a qual mostrou gráficos para ilustrar a melhora na expectativa de vida em vários países, especialmente, no Brasil. O Rio Grande do Sul em breve será o estado com o maior número de idosos. Basílio enfatizou a necessidade da pessoa idosa votar, pois o voto, garante o direito à cidadania. Segundo o palestrante, quanto mais eleitores idosos comparecerem às urnas, maior a possibilidade dos políticos perceberem os anseios dessa parcela da população.

Logo após, o presidente da ABRACS, Mauro Oliveira de Freitas, falou sobre o tema “A Importância do Voto da Pessoa Idosa”. Enfatizou a necessidade de fomentar cultura que lute pelo direito do idoso. Concluiu afirmando que eleger políticos que se preocupem com essa faixa etária é fundamental.

Na sequência, o secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Antônio da Costa, abordou o tópico “A influência do voto da pessoa idosa nas Políticas Públicas”. Apresentou estudos que mostram o aumento da expectativa de vida por meio de fases, as quais chamou de “ondas”. Dessa forma, a cada período de dez anos percebe-se crescimento da faixa etária da população mais idosa.

O vice-presidente e corregedor, desembargador André Luiz Villarinho, ao encerrar o evento, parabenizou os palestrantes. Salientou que idoso pode e deve ter participação ativa na política do Estado, posto que é um integrante como qualquer outro cidadão. Por fim, convocou a todos os presentes para que atuem como efeito multiplicador, estimulando o voto consciente a fim de construir um país melhor.

No local, também foi realizado o recadastramento biométrico aos interessados.

O evento foi transmitido, ao vivo, pela Radioweb do TRE-RS e pelo Canal TRE Gaúcho no YouTube.

Texto: Rodolfo Manfredini
Imagem: Carolina Pastl
Supervisão: Daniel Campos
Coordenação: Cleber Moreira

Últimas notícias postadas

Recentes